COMISSÃO DISCIPLINAR JOGOS COMUNITÁRIOS DE LAGES

JOCOL 2019

Pauta de Julgamento do dia 16/09/2019

EDITAL DE CITAÇÃO/INTIMAÇÃO Nº 017/2019

De ordem do Presidente da Comissão Disciplinar dos JOCOL, Sr. RAFAEL ARALDI, faço publicar o presente Edital em que são CITADAS e INTIMADAS as partes abaixo nominadas para, querendo, defender-se, pessoalmente ou por Advogado formalmente constituído, no processo contra elas movido nesta Justiça Desportiva, tornando público, através deste Edital, que:

No dia 16 de setembro de 2019 às 13 hora (s) e 15 minuto (s), serão julgados na sede da FME, sito Avenida Antônio Ribeiro dos Santos, nº 400, anexo ao Ginásio Jones Minosso, Bairro Várzea, em Lages/SC, os seguintes processos:

 

---------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 204/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: VILA MARIZA B MEC. BRASIL X EMPLACADOR NOTURNO

FUTSAL LIVRE FEMININO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DA EQUIPE EMPLACADOR NOTURNO, Pois, conforme súmula de arbitragem a equipe ora denunciada, se fez ausente no início do jogo, sendo decretado W.O. 

Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 174 IX do CJD de Lages.

 ----------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 205/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: CARAVAGIO F.C. X CHELSEA F.C.

FUTSAL LIVRE FEMININO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DA EQUIPE CHELSEA F.C. Pois, conforme súmula de arbitragem a equipe ora denunciada, se fez ausente no início do jogo, sendo decretado W.O

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 174 IX do CJD de Lages.

 -------------------------------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 206/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: VILA MARIZA CFC SOUSA X CHELSEA F.C.

FUTSAL LIVRE FEMININO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DA EQUIPE CHELSEA F.C. Pois, conforme súmula de arbitragem a equipe ora denunciada, se fez ausente no início do jogo, sendo decretado W.O 

Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 174 IX do CJD de Lages.

------------------------------------------------------------------------           

PROCESSO 207/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: EMPLACADOR NOTURNO X A.D. VILA COMBONI

FUTSAL LIVRE FEMININO


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – DA EQUIPE EMPLACADOR NOTURNO. Pois, conforme súmula de arbitragem a equipe ora denunciada, se fez ausente no início do jogo, sendo decretado W.O.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 174 IX do CJD de Lages.

-------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 208/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: EMPLACADOR NOTURNO X GALATICOS F.C.

FUTSAL LIVRE FEMININO

DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – DA EQUIPE EMPLACADOR NOTURNO. Pois, conforme súmula de arbitragem a equipe ora denunciada, se fez ausente no início do jogo, sendo decretado W.O.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 174 IX do CJD de Lages.

 ----------------------------------------------------------

PROCESSO 209/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: THIAGO JUNKES

JOGO: E.C. VILA REAL X REAL BETS F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE B


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – RODRIGO DA SILVA NASCIMENTO ATLETA DA EQUIPE REAL BETS F.C., pois, conforme súmula de arbitragem, ao término da partida foi até o vestiário começou a chamar o árbitro de ladrão, corno e filho da puta.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 VI do CJD de Lages.

 -----------------------------------------------------------

PROCESSO 210/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: THIAGO JUNKES

JOGO: ASS. AT. PORTUGUESA X A.D. VILA COMBONI

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE B


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – JOCEMAR PORFIRIO ATLETA DA EQUIPE ASS. AT. PORTUGUESA, pois, conforme súmula de arbitragem, aos 30’ do 2º tempo trocou empurrões com seu adversário. 

Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 I do CJD de Lages.

 ------------------------------------------------------------

PROCESSO 211/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: THIAGO JUNKES

JOGO: ASS. AT. PORTUGUESA X A.D. VILA COMBONI

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE B


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – ANDRE SADY SOUZA ATLETA DA EQUIPE A.D. VILA COMBONI, pois, conforme súmula de arbitragem, aos 30’ do 2º tempo trocou empurrões com seu adversário.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 I do CJD de Lages.

 -------------------------------------------------------------------

PROCESSO 212/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: THIAGO JUNKES

JOGO: ASS. AT. PORTUGUESA X A.D. VILA COMBONI

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE B


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – ANDRE FERREIRA ATLETA DA EQUIPE ASS. AT. PORTUGUESA, pois, conforme súmula de arbitragem, dirigiu-se a um atleta adversário e o empurrou.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 I do CJD de Lages.

 ----------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 213/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: R.D. LA CORUÑA X SÃO LOURENÇO F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: – JUAN SILVA DE CHAVES ATLETA DA EQUIPE R.D. LA CORUÑA, pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso diretamente após dar um carrinho atingindo somente as pernas do seu adversário, que continuou no jogo.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 I do CJD de Lages.

 ----------------------------------------------------------------------

PROCESSO 214/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: JOCELMA SILVANO RAMOS WIGGERS

JOGO: R.D. LA CORUÑA X SÃO LOURENÇO F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: MOACIR SILVA DE CHAVES ATLETA DA EQUIPE R.D. LA CORUÑA, pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso por reclamação por dizer ao árbitro, você é muito fraco.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 XIII do CJD de Lages.

 ----------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 215/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: UDINESE F.C. X CARAVÁGIO F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DELION DA SILVA ATLETA DA EQUIPE CARAVÁGIO F.C., pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso após desaprovar a decisão do árbitro com palavrões ofensivos e ameaçar, jogador teve que ser contido pelos seus colegas.

Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 III, VI do CJD de Lages.

 ------------------------------------------------------------------

PROCESSO 216/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: UDINESE F.C. X CARAVÁGIO F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: ROBSON ADÃO DE SOUZA técnico do Caravágio F.C , pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso diretamente após fazer ameaças ao árbitro dizendo que iria agredi-lo após o jogo.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 174 III do CJD de Lages.

 -------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 217/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: UDINESE F.C. X CARAVÁGIO F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: MATHEUS CARDOSO SILVA ATLETA DA EQUIPE UDINESE F.C., pois, conforme súmula de arbitragem, trocou socos com seu adversário, ambos foram expulsos.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 V do CJD de Lages.

 -------------------------------------------------------------------

PROCESSO 218/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: UDINESE F.C. X CARAVÁGIO F.C.

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: ALBERTO OLIVEIRA DE JESUS ATLETA DA EQUIPE CARAVÁGIO F.C., pois, conforme súmula de arbitragem, trocou socos com seu adversário, ambos foram expulsos.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 V do CJD de Lages.

 ----------------------------------------------------------

PROCESSO 219/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: THIAGO JUNKES

JOGO: A.D.S.L BOTAFOGO ACBV X VILA MARIA E.C. MHNET INTERNET

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: RICARDO ADRIANO PEREIRA ATLETA DA EQUIPE VILA MARIA E.C. MHNET INTERNET, pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso nos acréscimos após simular uma falta e xingar o árbitro dizendo “não vai marcar nada mesmo, é um sem vergonha, é um sem vergonha mesmo.”

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 XIII do CJD de Lages

  ---------------------------------------------------------------                               

PROCESSO 220/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: THIAGO JUNKES

JOGO: SÃO BENTO F.C. X E.C. JUVENIL

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: EQUIPE E.C. JUVENIL, pois, conforme súmula de arbitragem, o atleta Hercilio Alves Urbano Jr. Não estava relacionado na súmula e foi adicionado mediante confirmação do atleta e técnico, que disse já ter entregue documento na FME.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 173 IXdo CJD de Lages

 ------------------------------------------------------------

PROCESSO 221/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: L.D.U CFC SOUZA X VILA MARIZA B

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: GIOVANE MACHADO ATLETA DA EQUIPE L.D.U CFC SOUZA, pois, conforme súmula de arbitragem, foi advertido com cartão amarelo e ameaçou o árbitro sendo expulso e correu para cima do árbitro dando um soco em seu rosto.

   Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada no art. 178 III, IVdo CJD de Lages

 --------------------------------------------------------------

PROCESSO 222/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: L.D.U CFC SOUZA X VILA MARIZA B

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: DOUGLAS VENTURA SILVEIRA dirigente da equipe L.D.U CFC SOUZA, pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso na primeira etapa após expulsão de seus atletas, entrou em campo chamando o árbitro de burro ladrão e filho da puta. Depois com o árbitro dentro do vestiário tentaram invadir jogaram garrafa de agua e ameaçou pegar o árbitro na rua.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada nos art. 174 III, VI, 173 X do CJD de Lages

 ------------------------------------------------------------------------------------------------

PROCESSO 223/2019 – EM TRAMITE

AUDITOR RELATOR: DIEGO OLIVEIRA DA ROSA

JOGO: L.D.U CFC SOUZA X VILA MARIZA B

FUTEBOL DE CAMPO SÉRIE A


DENÚNCIA DA PROCURADORIA: ANDRE PANSERA CHAVES ATLETA DA EQUIPE L.D.U CFC SOUZA, pois, conforme súmula de arbitragem, foi expulso por chamar o árbitro de burro. Depois com o árbitro dentro do vestiário tentaram invadir jogaram garrafa de água e ameaçou pegar o árbitro na rua.

 Desta forma, incorre o denunciado na conduta tipificada nos art. 178 III , XIII do CJD de Lages